domingo, 28 de março de 2010

Timão bate Tricolor por 4 a 3 com gol no fim e joga crise para o Morumbi


46 minutos do segundo tempo. Esse foi o minuto em que o Majestoso deste domingo foi decidido para o Corinthians. Após ficar por duas vezes com a posse da vitória, o Corinthians cedeu o emapte ao São Paulo por 3 a 3, mas no finalzinho, o Timão conseguiu a vitória.

O confronto começou com uma escrita de 8 partidas sem derrotas a ser mantida pelo Corinthians. E a ausência de Felipe, o goleiro alvinegro em todo o período invicto no confronto, poderia fazer a diferença na partida.

A equipe alvinegra começou bem a partida, matendo o controle do jogo no meio campo. Aos 15 minutos de jogo os torcedores mais supersticiosos acharam que não seria o dia do Corinthians. Após uma cobrança de escanteio, Paulo André cabeceou na trave, no rebote, Dentinho acertou o travessão e a bola sobrou para William chutar para a defesa de Rogério Ceni.

Parecia que a bola não entraria no gol do São Paulo. Parecia. Aos 18 minutos, Dentinho puxou um belo contra-ataque, Ronaldo apenas ajeitou e Elias encobriu Rogério Ceni. Bela jogada corintiana. Belo gol de Elias. Era a abertura do placar.

Aos 35, depois de Miranda disputar com Ronaldo e não conseguir afastar o perigo da área tricolor, o ex-são-paulino Danilo acertou um belo chute e marcou seu primeiro gol com a camisa do Corinthians.

A rivalidade e o calor do clássico chegaram ao ápice aos 37 minutos. Washington e Dentinho, aos disputar uma bola no meio campo, se desentenderam. Wilson Luis Seneme não titubeou e, mesmo sob muitos protestos do são-paulino, expulsou os dois atacantes.

Logo em seguida, o São Paulo reagiu. Dagoberto foi à linha de fundo, ganhou de Moacir e tocou pra trás. Jean chegou batendo no contrapé de Rafael Santos e descontou para o São Paulo.

Na volta do vestiário, as equipes tentaram se arrumar com um jogador a menos. No Corinthians, Mano Menezes apenas instruiu seus comandados. Já Ricardo Gomes, optou por Fernandinho no lugar de Léo Lima. Ganhando velocidade e mais espaço no ataque.

Entretanto, aos 7 minutos do segundo tempo foi a vez de outro reforço corintiano brilhar. Roberto Carlos mostrou sua bomba em uma cobrança de falta e Rogério Ceni, com grande falha, aceitou. 3 a 1 para o Corinthians.

Se Rafael Santos estava seguro até o momento, foi a hora de mostrar sua inexperiência e a falta que Felipe fazia. Em cobrança de falta de Hernanes, o camis 12 do Timão soltou a bola nos pés de Rodrigo Souto, que marcou o segundo gol do São Paulo.

Aos 37, em nova cobrança de falta, agora de Cicinho, Rafael Santos saiu mal do gol e, mais uma vez, Rodrigo Souto empurrou para as redes. Sem desistir, São Paulo chegava ao empate, eum grande clássico.

Quando tudo dava a crer que o jogo terminaria empatado, depois de entrar aso 43 minutos no lugar de Ronaldo, Iarley fez boa jogada na lateral, chutou e Alex Silva cabeceou contra o próprio gol. Era o gol da vitória corintiana.

ads

Postado por: Felipe Oliveira às: 14:25 Categoria:

3 comentários:

  1. se fosse pra comentar um comentário tosco que nem esse..
    nem faria o favor de entrar nessa noticia entrasse me outra.

    ResponderExcluir

→ Escreva apenas o que for referente ao tema;

→ Ofensas pessoais ou spam não serão Tolerados;

→ Faça comentários relevantes;

→ Obrigado por sua visita e volte sempre.

 

Novo visual. O que achou?

Seguidores

Página Oficial

site meter